segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Boas Festas


Boas Festas e que 2012 seja um ano de boas realizações pessoais, familiares e profissionais é o que desejamos a todos os nossos amigos (reais e virtuais).
A equipa de Autismo Portugal.

domingo, 11 de dezembro de 2011

Tertúlia Vozes do Autismo

Formato: Tertúlia

Data: 15 de Dezembro

Local: Universidade Fernando Pessoa - Porto

Programa:
17:00h Abertura da Tertúlia
• Breve apresentação do projecto pelas alunas do 4ºano da Licenciatura em Terapia da fala;
• Apresentação da Associação de Pais e Encarregados de Educação de Alunos com Perturbação do Espectro do Autismo (APEE).
• Exposição de trabalhos realizados por indivíduos com PEA, com o objectivo de angariar fundos para a APEE – Galeria Autismo com Expressão;

17:30h Cristina Castro (Musicoterapeuta)
17:50h João Pestana (Terapeuta da fala)
18:10h Cristina Sales (Dietista)
18:30h Ânimas (Terapia com animais)
18:50h Zélia Nunes (Representante do artista plástico Vicent Dioh)
19:10h Mesa redonda
• Testemunhos de encarregados de educação de crianças com PEA
19:40h Encerramento

AO LONGO DA TERTÚLIA ESTARÃO PRESENTES OS PROGRAMAS ABA, SCERTS E SONRISE.

Organização: ISA DIAS / JOANA FERREIRA / NÁDIA AUGUSTO / PAULA SANTANA
(ALUNAS DO 4º ANO DE TERAPIA DA FALA)
ORIENTADORA: DRª VÂNIA PEIXOTO

Contactos:

sábado, 3 de dezembro de 2011

Fundo de Socorro Social

O Governo vai reforçar em 10 milhões de euros o Fundo de Socorro Social, destinado a prestar apoio às Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) ou equiparadas, anunciou este sábado o Ministério da Solidariedade e Segurança Social.

Em comunicado, o Ministério da Solidariedade e Segurança Social (MSSS) diz ter conhecimento do "momento difícil que as instituições e as famílias atravessam" e de que as instituições têm continuado a dar resposta mesmo com a diminuição da comparticipação das famílias ou, em alguns casos, com a incapacidade das famílias em continuarem a pagar os serviços.

"Sabemos das situações limite e do carácter urgente que enfrentam e por isso, numa lógica de lhes prestar auxílio, o Governo vem agora reforçar o Fundo de Socorro Social", diz o MSSS.

No comunicado, o Ministério explica que quer "regressar à génese do Fundo de Socorro Social" para que ele funcione como um Fundo de Emergência Social e para que não continue apenas a "servir para financiar seminários ou estudos".

Nesse sentido, para além do reforço financeiro, o MSSS prepara-se para rever a legislação do Fundo de Socorro Social, como, aliás, o ministro Pedro Mota Soares tinha anunciado na altura da apresentação do Programa de Emergência Social.

"Vamos até ao final do ano apresentar um decreto-lei que além de uniformizar numa só lei os vários diplomas sobre este tema existentes, deverá adequar e actualizar os seus conteúdos", revela o MSSS.

A revisão legislativa servirá para criar "critérios para a elegibilidade", bem como para rever as normas para a utilização do Fundo, "incrementando o rigor, a justiça e garantindo que aqueles que recebam verbas deste fundo são os que delas realmente necessitem".

O Fundo de Socorro Social tem por objectivo ajudar as IPSS ou equiparadas que tenham fins de acção social e de combate à exclusão social estando abrangidas situações que digam respeito a cidadãos dependentes por velhice, deficiência ou invalidez, cidadãos sem abrigo, cidadãos vítimas de violência e famílias temporariamente sujeitas a grave diminuição de rendimentos.

No JN online

Dia Internacional da Pessoa com Deficiência


‎3 de Dezembro - Dia Internacional da Pessoa com Deficiência
A 14 de Outubro de 1992, o 37º plenário da Assembleia Geral das Nações Unidas, através da resolução nº 47/3, convida todos os estados membros e as organizações envolvidas na problemática da deficiência, a intensificarem os seus esforços de forma eficaz e sustentada, com vista a melhorar a situação das pessoas com deficiência, proclamando... o dia 3 de Dezembro como o “Dia Internacional da Pessoas com Deficiência”.
Cerca de 10% da população portuguesa tem algum tipo de deficiência/incapacidade.
Nos dias de hoje, continua a haver discriminação contra as pessoas que se enquadram nesta condição, embora algumas situações tenham melhorado nos últimos anos.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Venda de Natal


Mais uma vez, a APPDA Lisboa convida-nos para a sua venda de Natal que estará também presente no Campo Pequeno:

Local: Mercado do Campo Pequeno - Lisboa
Datas: 2, 3, 4 e 5 de dezembro
Horário: 11 h - 21 h

terça-feira, 22 de novembro de 2011

“Distinguir" e Caracterizar as Perturbações do Espectro do Autismo

Tema: “Distinguir" e Caracterizar as Perturbações do Espectro do Autismo
Formato: Conferência
Local: Auditório da Biblioteca Municipal Florbela Espanca - Matosinhos
Data: 03/12/2011
Horário: 15:00 às 17:30 h
Sinopse: Conferência promovida pela APEE Autismo no âmbito da comemoração do Dia Internacional da Pessoa com Deficiência.
Programa:
1. Perturbação Autistica - Daniela Santos (Psicóloga - Membro do Conselho Consultivo da APEE-Autismo);
2. Síndrome de Rett - Mestre Ana Silva (Técnica Superior de Educação Especial e Reabilitação);
3. Perturbação Desintegrativa da 2ª infância - Dra. Fátima de Sá Lourenço (Psicóloga - Mestranda em Neuropsicologia Clínica)
4. Síndrome de Asperger - Dra. Ágata Monteiro (Técnica Superior de Reabilitação Psicomotora)
5. Debate
Encerramento - 17h30
Donativo: 5€
Inscrições: Através do email: apeeautismo@gmail.com
Nota:
Está disponível o serviço de apoio à família durante o horário da conferência que é gratuito para associados e terá um custo de 10,00€ para não sócios.
Organização/contactos:
APEE Autismo
Rua Senhora das Dores 111
4000-526 Porto
TMV: 910 737 442
www.apee-autismo.blogspot.com

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Cortes do ensino especial

Ministério corta 30 milhões na educação especial e 5,7 na acção social

De acordo com os mapas que o Ministério liderado por Nuno Crato enviou para o Parlamento – onde nesta quinta-feira será discutido o orçamento na especialidade – a Educação Especial terá uma verba de 206,7 milhões no próximo ano, ou seja, menos 14,2 por cento em relação ao orçamento inicial de 2011.

Só nos apoios à educação especial as verbas vão diminuir 26 milhões para 181 milhões. Estes apoios abrangem os professores colocados no grupo de recrutamento da educação especial e destacados em cooperativas de educação e reabilitação de crianças inadaptadas, na Associação Portuguesa de Pais e Amigos das Crianças Diminuídas Mentais, instituições particulares de solidariedade social, entre outras.

Na rubrica das instituições de educação especial, a verba prevista atinge os 25,4 milhões, ou seja, menos 2,8 milhões do que o orçamentado inicialmente este ano. As 19 escolas particulares (com 831 alunos) vão receber 6,3 milhões, enquanto para as associações e cooperativas e IPSS serão transferidos 19 milhões (menos 1,1 milhões). Os mapas permitem ainda concluir ainda que o ministério irá apoiar mais escolas particulares, mas menos alunos.

O ministério prevê aumentar, no entanto, a verba orçamentada na rubrica “apoios à educação especial – Centro de Recursos para a Educação Especial e outros apoios”. Para 2012, estão previstos 213.500 euros, mais 10.500 do que este ano.

....

Notícia do PÚBLICO

Novos desafios da intervenção precoce

Organização: CEACF/APPDA-Norte
Tema: Novos Desafios da Intervenção Precoce
Formato: Fórum de Discussão
Local: Caves Taylor's - Vila Nova de Gaia
Data: 10/12/2011
Horário: 10:00 às 13:00
Sinopse:
Custo: 7€
Inscrições: Obrigatória. Pedir ficha para organização.
Organização/contactos:
APPDA-Norte
Tel. 227169550
geral@appda-norte.org.pt

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Circo

Convite recebido e aceite pela APEE Autismo

Local: Parque da Cidade do Porto

Data: 02.Dezembro

Hora: 15 h

A Fundação Vitor Baía e Circo Soledad Cardinali, têm o grato prazer de convidar as crianças e jovens da vossa Instituição para uma tarde muito especial.

No dia 2 de Dezembro (sexta-feira) às 15horas, no Parque da Cidade, estaremos à vossa espera para desfrutar dum espectáculo repleto de excelentes artistas e números únicos no mundo da arte circense.

Será sem dúvida uma tarde de muita diversão e alegria.

___

A APEE Autismo disponibiliza os seus monitores para acompanhar e também transporte gratuito desde V. N. Gaia (EB1 de Lagos), Gondomar (EB1 da Boucinha), Maia (EB1 da Estação), Porto (Bom Sucesso).

Inscrições: Até ao dia 15 de Novembro pelo e-mail da associação: apeeautismo@gmail.com.

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Convite - Venda de Natal APPDA Lisboa



Estamos todos convidados pela APPDA Lisboa a visitar a sua venda de Natal que decorre na sede desta associação entre 9.Novembro e 23.Dezembro, das 10 h às 16 h aos dias de semana.

As peças de artesanato são feitas nas oficinas da APPDA Lisboa pelos seus utentes.

Jogo ensina crianças autistas a treinar competências sociais de modo virtual

Coimbra, 07 nov (Lua) - Um jogo de computador está a ser desenvolvido por investigadores da Universidade de Coimbra (UC) e pelo Hospital Pediátrico (HPC) para ensinar competências sociais às crianças com autismo, uma das suas maiores dificuldades.

"É muito difícil ensinar a estas crianças o comportamento e as regras sociais e o jogo permite-lhes fazer um treino virtual das competências e compreensão das regras, de modo a replicarem-nas na reabilitação", disse hoje à Lusa Guiomar Oliveira, que coordena a Unidade de Neurodesenvolvimento e Autismo do HPC, envolvida na validação do projeto, em conjunto com a Associação Portuguesa para as Perturbações do Desenvolvimento e Autismo (APPDA).

O projeto, ainda em protótipo, está a ser desenvolvido por uma equipa de investigadores da Universidade de Coimbra (UC) e nos próximos meses começa a ser testado em crianças autistas, disse à Lusa o investigador Marco Simões.

Segundo o investigador, os jogos existentes no mercado para as crianças autistas "não dispõem da componente neurofisiológica" e a "novidade" do projeto está na utilização da realidade virtual como ferramenta de treino de competências sociais no autismo, acompanhada com monitorização neurofisiológica".

A plataforma tecnológica em desenvolvimento engloba não só "um jogo de computador com capacete de realidade virtual ou óculos 3D mas também sensores de EEG (medidor de atividade cerebral), que registam o comportamento da criança durante o jogo e envia informação para um módulo online", depois interpretada pelos clínicos.

"A criança interage com pessoas virtuais para, no futuro, interagir com pessoas reais", explica o investigador, sublinhando que "os pais podem participar (ainda mais) ativamente na educação dos filhos"

O contacto com ambientes virtuais dinâmicos estimula não só o desenvolvimento social das crianças com autismo mas também "auxilia os médicos na avaliação clínica e monitorização da reabilitação".

"Este tipo de solução ajuda no diagnóstico precoce e a monitorizar os défices" das crianças com autismo, disse a médica do HPC.

Tendo em conta que uma das grandes dificuldades da criança autista é a "capacidade de interação social", o objetivo é que ela possa "no conforto do lar e num ambiente que não lhe é hostil, realizar os exercícios e, remotamente, fornecer informação para o clínico que o acompanha", sublinha, por sua vez, o investigador do Departamento de Engenharia Informática da UC.

O jogo ensina competências sociais como cumprimentar, sorrir, identificar expressões faciais e repeti-las e "a criança, para evoluir no jogo, tem de efetuar vários mecanismos de interação social, acabando por interiorizá-los e transpô-los para o dia-a-dia".

O estudo está a ser orientado pelos docentes Paulo Carvalho, da Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCTUC), e Miguel Castelo Branco, do IBILI - Faculdade de Medicina da UC e, segundo Marco Simões, "não deverá estar no mercado antes de um ano".

Link directo para a notícia aqui

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Diagnóstico e intervenção no autismo


Tema: Diagnóstico e Intervenção no Autismo
Formato: Palestra
Orador:Dr. Nuno Lobo Antunes
Local: Escola Secundária Poeta António Aleixo (Portimão)
Data: 21/11/2011
Horário: 19:00
Sinopse: A APPDA-Algarve tem o prazer de apresentar uma conferência dirigida a todos os profissionais que trabalham com crianças com Perturbações de Desenvolvimento e do Espectro do Autismo, familiares destas e todos os apaixonados pelo tema.
Custo: Sócios APPDA - 5,00€ ; Público em geral - 10,00€ ; 1€ -Estudantes da ES António Aleixo
Inscrições: Inscrição obrigatória -
Organização/contactos: APPDA - Algarve
Associação Portuguesa para as Perturbações do Desenvolvimento e Autismo - Algarve
Rua Bento Jesus Caraça, n.º8 R/C Esq.
8500-570 Portimão
Telf: 282 431 476
info@appda-algarve.pt
www.appda-algarve.pt

APEE Autismo - Cedência de salas

A APEE Autismo anuncia que no passado sábado, dia 05 de Novembro, assinou um protocolo com a Camara Municipal de Matosinhos para a utilização a partir de 2013 da EB1 Monte de Ramalhão em Guifões.

Queremos publicamente agradecer este gesto de solidariedade da Camara Municipal de Matosinhos.

domingo, 6 de novembro de 2011

APPDA - Madeira - Acção sensibilização

Com o objectivo de sensibilizar a comunidade para as questões do “Asperger e Autismo”, a Associação na Madeira que representa os utentes nestas situações (Appda) promoveu, ontem, na Casa da Cultura de Câmara de Lobos, uma acção para pais, profissionais de saúde e professores.
Os temas abordados deram a conhecer «o percurso que as nossas crianças seguem desde que lhes é detectado um problema de desenvolvimento», disse ao JM Carlos Nogueira, responsável da Appda - Madeira.
A acção contou com a colaboração de vários especialistas; e serviu também para apresentar o Projecto de criação de um Centro de Apoio. Este «Centro de Apoio está a nascer na tentativa de colmatar a necessidade de complementar e generalizar o acesso às terapias que são fundamentais ao desenvolvimento das nossas crianças, jovens e adultos.» «A ideia vem de constatarmos a procura de lugar para os nossos recém-licenciados e mestrados estagiarem, e das necessidades que sentimos todos os dias. Neste momento, estamos a querer arrancar o projecto com uma psicóloga e uma técnica de Serviço Social; e em breve também com uma terapeuta da fala», adiantou Carlos Nogueira.
Por outro lado, para viabilizar o referido projecto, a Appda iniciou já «uma campanha de aumento do número de sócios e solicitação a empresas.»
Mais informações em www.appda-madeira.webs.com

Artigo

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Viana do Castelo

Desde o início do ano letivo, mais de uma centena de alunos do ensino especial, do distrito de Viana do Castelo, estão sem sessões com psicólogos e terapeutas.

Apesar de o Estado estar a pagar por esses serviços, eles ainda não foram prestados. A demora preocupa os pais das crianças que sofrem de problemas como surdez, paralisia cerebral ou perturbações do espetro do autismo.

Uma associação de apoio ao autismo, dirigida por Marco Reis, ofereceu-se para prestar apoio a 32 crianças de Viana, Cerveira, Barcelos e Esposende. Uma vez que o trabalho desta instituição já é financiado pela segurança social, os serviços de apoio oferecidos seriam, segundo o responsável pela associação, gratuitos.

Quando manifestaram a vontade de prestar estes serviços à direção Regional de Educação do Norte viram a sua proposta recusada.

Segundo o Jornal de Notícias, uma fonte do Ministério esclareceu que esta associação não pode prestar serviços de apoio a alunos do ensino estruturado porque não é um centro de recursos para a inclusão.

Marco Reis disse ao Jornal de Notícias que, face à sua proposta, responderam-lhe que quem deveria prestar este apoio são as instituições que já estão no terreno.

A recusa teve lugar porque a instituição dirigida por Marco Reis não protocolara a prestação dos seus serviços com a tutela antes. No entanto, pode candidatar-se no futuro para integrar a rede de centros de recurso para a inclusão.

Notícia em SAPO

Temple Grandin – o mundo precisa de todos os tipos de mente



Temple Grandin nasceu Boston em 1947 e até os três anos de idade só comunicava por intermédio de gritos, assobios e murmúrios de boca fechada.

Nessa altura os médicos diagnosticaram-lhe autismo, contudo a sua mãe, já desde os seis meses de idade, tinha percebido que esta filha era diferente das outras crianças: rejeitava o colo da mãe, ficava rígida sempre que a queriam abraçar e o olhar era vago.

Apesar de ter aprendido a falar, os comportamentos fora do comum sempre estiveram presentes durante o seu percurso escolar: batia na cabeça das outras crianças, às vezes ignorava sons altíssimos, mas reagia com violência aos estalidos de uma folha de celofane, o cheiro de uma flor recém colhida podia deixá-la descontrolada ou simplesmente refugiar-se no seu mundo interior.

Com um ensino permanente e estimulante, com a persistência e acompanhamento familiar, Temple Grandin conseguiu, em 1966, concluir a sua formação no ensino secundário em Hampshire Country School, um internato para crianças sobredotadas, em 1970 licenciar-se em Psicologia pela Faculdade Franklin Pierce, em 1975 concluir o seu mestrado em Ciência Animal pela Universidade Estatal do Arizona e em 1989 obter a sua máxima distinção, o doutoramento, também em Ciência Animal, pela Universidade de Illinois, mostrando deste modo que o mundo precisa de todos os tipos de mente.

Com base na sua experiência pessoal, Grandin defende a intervenção precoce para tratar o autismo, reforçando que os professores de apoio devem direcionar as fixações da criança com autismo, em direções frutíferas. She has described her hypersensitivity to noise and other sensory stimuli.

Para Grandin o autista é um pensador essencialmente visual, sendo as palavras a sua segunda língua. Temple attributes her success as a humane livestock facility designer to her ability to recall detail, which is a characteristic of her visual memory. Uma característica da sua memória visual é a capacidade para recordar detalhes e Temple atribui o seu sucesso como designer de gado a estas características. Em 2004 a organização PETA atribui-lhe um prémio pelo fantástico trabalho que tem realizado ao longo da sua vida com o objectivo de humanizar os currais onde se encontra o gado, bem como os matadouros.

Grandin diz que consegue pensar como uma vaca, pois consegue perceber as mudanças e os detalhes a que os animais são particularmente sensíveis. Com a sua maneira de pensar em imagens tem a capacidade de elaborar equipamentos, recintos e espaços inteligentes para manter o gado calmo e sem stress.

Grandin refere que, segundo a sua perspectiva de vida, é ético o homem alimentar-se de outros animais, contudo esses animais têm o direito de ter uma vida calma, com conforto e uma morte o mais indolor possível, pois até ao animal se tornar num bife ele é um ser vivo que merece respeito.

Na América do Norte e também na América do Sul os currais projectados por Grandin já são uma realidade.

Hoje, com 64 anos de idade, Grandin é considerada líder na defesa do bem-estar animal e na defesa de uma educação protetora das crianças autistas, sendo frequentemente convidada para fazer palestras sobre ambas as temáticas. Em 2010 viu o seu nome incluído no Time 100, lista onde anualmente são incluídas as pessoas mais influentes no mundo.

E a partir desta crónica é-nos lícito colocar a questão:

Poderá qualquer nação dar-se ao luxo de não atender às diferenças dos seus cidadãos, desprezando inteligências que no futuro farão elas a diferença?

Autistas, sobredotados, Asperger, hiperactivos, disléxicos, quem sabe o que eles poderão trazer de novo para a humanidade.

Por Margarida Martins (Presidente da Assembleia-geral da Associação Juvenil Odisseia)

Artigo AQUI

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Dr. Almeida Gonçalves



Faleceu recentemente (Setembro passado)o Dr. Almeida Gonçalves, médico dermatologista responsável por se começar a falar de autismo em Portugal, criando a primeira associação (Lisboa em 1971)exclusiva para o atendimento a autistas.

Um texto elaborado para noticiar a homenagem em 2008 na APPDA-Lisboa.
"O significado do que é o AUTISMO em Portugal e a existência das APPDA´s deve-se à persistência e incansável busca deste médico dermatologista, que abnegou muito do seu tempo e dinheiro para esta causa.
No final da década de sessenta do século passado, o Dr. Almeida Gonçalves tentou, em vão, junto dos especialistas portugueses, encontrar uma explicação convincente para o comportamento do seu filho Luís, então um menino.
Inconformado, partiu para Inglaterra na expectativa de saber algo mais sobre o que tinha o Luís. Ficou a saber que ele “era autista”. Disseram-lhe o que isso significava. Pensou no futuro dos meninos como o dele que, certamente, existiriam em Portugal e foi o impulsionador em 1971 da Associação Portuguesa para Protecção à Criança Autista, posteriormente Associação Portuguesa para a Protecção aos Deficientes Autistas e actualmente às várias Associação Portuguesa para as Perturbações do Desenvolvimento e Autismo.
Com o contacto estabelecido com Lorna Wing, e posteriormente as suas orientações, forneceu à classe médica da altura toda a informação que 20 anos antes Kanner já tinha descoberto."

Em Maio deste ano foi homeganeado em Santarém. Realçamos:
"Almeida Gonçalves percurso de vida José Carlos d’Almeida Gonçalves nasceu em 1929 no Vale de Santarém. Naquele tempo, as suas férias grandes, muitolongas, eram passadas inteiramente nesta localidade. (...)
O seu filho Luís sofre do sindroma “autismo precoce infantil”. Como não havia qualquer conhecimento desta doença em Portugal,foi forçado a estudar para conseguir o seu diagnóstico. Na ausência de assistência para estes doentes, criou a “Associação Portuguesa paraProtecção das Crianças Autistas”, em 1971, bem como a primeira Escola especializada no seu tratamento. Quer uma quer outra foram asprimeiras da Península Ibérica. Fez as duas primeiras conferências médicas sobre esta matéria, em Portugal (1971/2). (...)
Tem numerosos artigos publicados, cerca de 40, quase todos em inglês, sendo citado em artigos e livros estrangeiros, sobretudonorte-americanos e argentinos. Escreveu dois capítulos para livro editado em Viena, Áustria, em 2001. Foi convidado, em anos sucessivos, para conferências em vários países da América Latina, onde o seu trabalho é muito conhecidoe apreciado (mais do que em Portugal). As visitas só foram interrompidas por motivo de doença, há quatro anos. Criou a nova técnica “Criocirurgia Fraccionada” enquanto médico do Hospital Distrital de Santarém, cujo artigo, publicado em 2009,em revista americana foi considerado um dos 10 melhores do Mundo nos últimos dois anos, na área da criocirurgia. Jubilado aos 70 anos, foi Consultor do Hospital em tempo parcial, durante 7 anos até a doença forçar a sua interrupção. Não só a música foi importante na sua vida, tendo sido sempre amante de literatura e artes plásticas. Recentemente colaborouna organização do “Estúdio Sérgio Eloy”, no Vale de Santarém, onde pequena parte da sua obra está em exposição permanente (as visitasdo Estúdio são marcadas pelo telefone 243 769 380). Este, artista, de qualidade superlativa, foi o primeiro fotógrafo português a criar a fotografia abstracta.

Album de Halloween

domingo, 30 de outubro de 2011

Asperger no feminino



Mais um objectivo cumprido.Acaba de ser editado o nosso 7º livro “Asperger no Feminino”. Um livro ao qual não vão ficar indiferentes.“Sendo uma rapariga em crescimento, com Síndrome de Asperger, eu tinha algo em comum com os rapazes com SA: era uma daquelas crianças que “simplesmente não encaixava”. Muitas vezes ninguém sabia o que fazer comigo ou como reagir perante as minhas excentricidades.O que é que se faz com uma rapariga que não é capaz de brincar às bonecas com outras raparigas porque elas não o fazem “como deve ser”” (Jennifer Mcllwee Myers)Este livro para além de ter sido escrito por especialista em SA relata experiências na 1ª pessoa que conduzirão a uma melhor e mais fácil compreensão da Síndrome de Asperger no Feminino.
Testemunho do Prof. Doutor António Guerra, Presidente da Sociedade Portuguesa de Pediatria:A Direcção da SPP congratula a APSA pela edição do 7.º livro “Asperger no Feminino”, sublinhando a importância da organização destes eventos para o enriquecimento da prática clínica no nosso país e para o aumento da visibilidade das causas "mui nobres" do contemporâneo.Como adquirir:Envie um e-mail para info@apsa.org.pt indicando um endereço de correio bem como o comprovativo de pagamento.O pagamento pode ser efectuado por transferência bancária através do NIB: 0010 0000 4637 6380 0011 3Custo: €18,00 + €2,00 (despesas de envio)



HALLOWEEN




Queremos fazer o álbum de fotografias de “halloween” do Autismo em Portugal e eleger a melhor foto da época. Haverá um prémio surpresa (é surpresa porque ainda estamos a pensar no que vais ser).
Envia-nos uma foto com a alcunha e a área geográfica onde vives para autismoemportugal@gmail.com.

Diverte-te

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Filme - "Maria y yo"


Formato: Filme

Local:
Sala Felix - Cinemateca Portuguesa/Museu do Cinema -
Rua Barata Salgueiro 39
Lisboa

Data: 03.Novembro

Hora: 21.30 h

Sinopse:Maria Y Yo realizado por Félix Fernández de Castro, inédito comercialmente em Portugal, será exibida dia 3 de Novembro às 21h30 na Sala Félix Ribeiro na Cinemateca Portuguesa Museu do Cinema.
Este filme inaugura o Ciclo de Cinema “DOCUMENTÁRIO ESPANHOL” que a Cinemateca em parceria com a Mostra de Espanha 2011 programou para o mês de Novembro.

MARIA Y YO ...
de Félix Fernández de Castro
Espanha, 2010 – 80 min / legendado electronicamente em português
com a presença de Miguel Gallardo
Da banda desenhada (de Miguel Gallardo) para o cinema, MARIA Y YO, que teve uma assinalável circulação pelos festivais, centra-se na relação de um pai e de uma filha de catorze anos autista – Miguel Gallardo e María Gallardo – que vivem separados pelos três mil quilómetros de distancia entre Barcelona e as Canárias mas passam juntos temporadas em férias. “Não existe um filme parecido no cinema espanhol e poucos outros no cinema mundial. Levar ao ecrã algo de actual com toques cómicos autobiográficos parece um tanto louco” (Gregório Belinchón, El País).

Custo:
Geral: 3,00 Euros
Amigos da Cinemateca / Estudantes de Cinema: 1,25 Euros
Estudantes, Cartão Jovem, Maiores de 65 anos: 2,00 Euros

Contactos:
Cinemateca Portuguesa
Gabinete de relações públicas: 21 359 62 50
www.cinemateca.pt

APPDA - Algarve

REUNIÕES MENSAIS DE PAIS EM OLHÂO
A APPDA-Algarve informa que as reuniões de Pais que se realizam ao terceiro sábado de cada mês, pelas 15h00 alterou o seu local, sendo agora em Olhão nas instalações da APB Mediação de Seguros Lda. Na Avenida Dr. Bernardino da Silva nº 24 8700-300 Olhão.
As reuniões de pais são orientadas pela psicóloga da APPDA-Algarve, Drª Nélia Capelinha...

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

PDA - Metodologias e Terapias

Tema: Perturbações do Desenvolvimento e Autismo - Metodologias e Terapias
Formato: Conferência
Local: Auditório do Museu de Portimão
Data: 5/11/2011
Horário: 09:30 às 16:30
Sinopse: A APPDA-Algarve tem o prazer de apresentar uma conferência dirigida a todos os profissionais que trabalham com crianças com Perturbações de Desenvolvimento e do Espectro do Autismo, familiares destas e todos os apaixonados pelo tema.
Custo: Sócios APPDA - 15,00€ ; Público em geral - 25,00€
Inscrições: As inscrições são limitadas ao número de lugares do auditório, podendo ser realizadas pessoalmente na sede da associação
Organização/contactos: APPDA - Algarve
Associação Portuguesa para as Perturbações do Desenvolvimento e Autismo - Algarve
Rua Bento Jesus Caraça, n.º8 R/C Esq.
8500-570 Portimão
Telf: 282 431 476
info@appda-algarve.pt
www.appda-algarve.pt

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

My Kid Up

Vimos, por este meio, comunicar a constituição e abertura oficial do ‘My Kid Up – Centro de Intervenção Comportamental, CRL’, que visa promover a intervenção em crianças portadoras de perturbações do espectro do autismo e outros atrasos de desenvolvimento, através do treino e formação de pais e de familiares, tendo por base a ciência Applied Behavior Analysis (ABA - Análise Comportamental Aplicada).

O Centro My Kid Up irá funcionar na Escola Básica do 1.º ciclo de Bruscos, em Condeixa, em instalações cedidas pela Câmara Municipal de Condeixa-a-Nova.

A Applied Behavior Analysis é uma área científica com mais de 40 anos de investigação e história, sendo a única metodologia que apresenta evidência científica da sua eficácia no tratamento/intervenção no autismo, sendo recomendada por várias instituições oficiais e científicas, no entanto, em Portugal não tem ainda a expressão desejada e não está acessível à maioria das famílias.

Paralelamente ao início da nossa atividade, organizámos o 1.º Encontro My Kid Up, que irá realizar-se no Museu Monográfico de Conímbriga, no dia 12 de novembro de 2011, com o título “Intervenção ABA no Autismo” com o objetivo de discutir os desafios impostos pela criança diferente, bem como a intervenção ABA no autismo.

Assim, vimos convidar V. Exª estar presente no 1.º Encontro My Kid Up, que irá realizar-se no Museu Monográfico de Conímbriga, no dia 12 de novembro de 2011, a partir das 14h30, com o título “Intervenção ABA no Autismo”.

Solicitamos que nos confirme a sua presença até ao dia 5 de Novembro para o email: mykidup@gmail.com

Aproveitamos também para solicitar a divulgação deste evento junto de profissionais e familiares que possam ter interesse neste tema.

Esperamos contar com a vossa presença.

Os nossos cumprimentos

Sérgio Baptista
mykidup@gmail.com
www.mykidup.com

SAIS


Vimos por este meio informar que se encontram abertas as inscrições em mais uma iniciativa do SAIS. No próximo Sábado dia 29 de Outubro iremos realizar mais uma actividade dentro do SAIS e o horário será na das 14h30 ás 17h30.
O local de encontro é a sede da APEE Autismo na Rua Senhora das Dores 111 no Porto.
Lembra mos a quem ainda não tem a ficha de inscrição já enviada devera o fazer, a quem já enviou a ficha apenas deve enviar um email para apeeautismo@gmail.com com o nome do participante. O custo continua a ser de 15,00€ e mais 5,00€ de inscrição no SAIS para quem ainda não se inscreveu, para esclarecimento de duvidas puderam ligar para 910 737 442.

O local a visitar vai ser Fórum de Arte e Cultura de Espinho e a actividade consiste numa primeira fase em fazer uma visita guiada à exposição com as marionetas que entregam o espólio, e numa segunda fase experimentarem a manipulação das marionetas.

Ficamos a aguardas as vossas inscrições o quanto antes, a data limite de inscrição é até ao dia 27 de Outubro.

Melhores cumprimentos
Fernando Miguel Azevedo

domingo, 23 de outubro de 2011

Autismo: Estratégias de aprendizagem em ambientes inclusivos

Formato: Acção de Formação (25h)
Oradora: Maria do Carmo Correia
Local: ESE Almeida Garrett - Lisboa
Data: 5, 12, 19 e 26/11 e 3/12
Horário: 14:00 às 19:00
Sinopse: Este Curso de Formação pretende responder a necessidades identificadas junto dos Educadores e Professores e que decorrem do seguinte:
• Existência de um novo enquadramento legal para a educação especial (Decreto Lei nº 3/2008) e que salienta, no seu preâmbulo, que “nos últimos anos, principalmente após a Declaração de Salamanca (1994), tem vindo a afirmar-se a noção de escola inclusiva, capaz de acolher e reter, no seu seio, grupos de crianças e jovens tradicionalmente excluídos. Esta noção, dada a sua dimensão eminentemente social, tem merecido o apoio generalizado de profissionais, da comunidade científica e de pais. A educação inclusiva visa a equidade educativa, sendo que por esta se entende a garantia de igualdade, quer no acesso quer nos resultados.
No quadro da equidade educativa, o sistema e as práticas educativas devem assegurar a gestão da diversidade da qual decorrem diferentes tipos de estratégias que permitam responder às necessidades educativas dos alunos. Deste modo, a escola inclusiva pressupõe individualização e personalização das estratégias educativas, enquanto método de prossecução do objetivo de promover competências universais que permitam a autonomia e o acesso à condução plena da cidadania por parte de todos. Todos os alunos têm necessidades educativas, trabalhadas no quadro da gestão da diversidade acima referida”.
• Dificuldade com que muitos professores e educadores se deparam na organização de contextos educativos que respondam ao funcionamento cognitivo e estilo de aprendizagem das crianças e jovens com Perturbação do Espectro do Autismo (PEA);
• Necessidade de compreender as formas de intervir em Unidades de Ensino Estruturado enquanto recurso facilitador dos processos de Inclusão (Artigo 25º do Decreto Lei nº 3/2008);
• Necessidade de atualização e aprofundamento de conhecimentos sobre a problemática do Autismo;
Custo: 2 propinas de 65€
Inscrições: Inscrição em formulário próprio para o efeito ou on-line em www.eseag.pt Pagamento de duas propinas no valor de 65€ cada, sendo a 1ª efetuada no ato de inscrição e a 2ª no 1º dia de realização da ação.
O preenchimento das vagas é feito por ordem cronológica do pagamento da 1ª propina.
Organização: ESE Almeida Garret
Outras informações:
Releva para os efeitos previstos no artigo 5º do RJFCP; Releva para efeitos da aplicação do nº 3 do artigo 14º do RJFCP (2/3 da Formação Específica)
Contactos: Maria José Serrano
Diretora do Gabinete de Formação
ESE Almeida Garrett
Grupo Lusófona / Construir Futuro
Tel. 21 8862042 ext. 4114
Palácio de Santa Helena
Largo do Sequeira, nº 7
1100-587 Lisboa

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Pais +

Ainda em relação ao post deste tema Pais + actualizamos a informação:


Dia 22 de Outubro - A Escola de Pais - Pais + da AIA irá dar continuidade a temática " Facilitar a Comunicação nas Perturbações do Espectro do Autismo"
Horário: 9h00 para os pais que estiveram presentes no dia 8.10
10h00 para os pais que não estiveram presentes no dia 8.10

A formação oficial é das 10h00 ao 12h, entretanto pelo facto de no dia 8 não ter sido possível cumprir todo o programa, começaremos as 9h00 até as 10h com a Terapeuta Marcela Wanderley. Das 10h00 ao 12h00 daremos seguimento a 2º parte da formação com orientação da Terapeuta Cristina Braga

Autismo: Uma Lição de Vida

Mensagem recebida pelo nosso e-mail.
Infelizmente o dia da apresentação já passou mas fica a sugestão de leitura.

"Caros senhores,

É com muito gosto que vos apresentamos a nossa última publicação, um livro de autor, intitulado Autismo: Uma lição e vida, da autoria de Irene Lopes.

Trata-se do testemunho sincero e aberto de uma mãe (a autora), que nos convida a acompanhar o percurso do seu filho, um jovem adolescente meigo, inteligente e tímido, diagnosticado com autismo aos três anos. Mais do que um manual sobre a patologia, esta obra cuja sessão de apresentação decorre amanhã, dia 14 de Outubro, pelas 21 horas, no Biblioteca José Saramago, em Leiria, constitui um depoimento informativo e sensibilizador. Para mais informações sobre a obra, por favor, consultar o nosso site em www.monoculo.pt ou a nossa nova página no facebook.
Monocolarmente,
Cristina Rodrigues"

Encontro Escola/Sociedade Inclusiva e Pais Especiais

Local: Salão Nobre da Câmara Municipal de Matosinhos

Data: Sábado, 5 de Novembro

Hora: 9:30 - 16:30

Sinopse:
O principal objetivo deste encontro é dar a conhecer o poder que os pais de "filhos especiais" têm, na construção de uma verdadeira Escola/Sociedade Inclusiva. Queremos, assim, que a inclusão seja possí­vel e que pais e técnicos caminhem juntos para que a chegada seja um sucesso.

Custo: 5 €

Inscrições: on line aqui




quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Autismo - da adolescência à velhice


Formato: Workshop
Oradora: Dra. Patrícia Howlin
Local: Auditório da GlaxoSmithKline (Rua Dr. António Loureiro Borges, n.º 3, Arquiparque – Miraflores –ALGÉS)
Data: 18/11/2011
Horário: 14:00 às 17:00 e 18:00 às 19:00
Sinopse: A conferência terá uma participação activa da audiência num debate orientado de acordo com os subtemas propostos previamente nas fichas de inscrição
Custo: Sócios APPDAs, estudantes (com comprovativo), pais- 5,00€ Público em geral - 10,00€
Inscrições: Obrigatória e até 11/11/2011, pedir folheto à Federação Portuguesa de Auttismo p/ o email: federacao@appda-lisboa.org.pt
Organização: Federação Portuguesa de Autismo
Sobre a Oradora:
A Drª Patrícia Howlin é professora de Psicologia Clínica Infantil no Instituto de Psiquiatria em Londres e tem uma vasta experiência de investigação em autismo, tanto de programas de intervenção precoce como da transição da adolescência para o estado adulto. É Presidente do Scientific and Advisory Committee of Research Autism e do Scientific Review Panel for Autistica. Foi fundadora e é editora da revista Autism: The International Journal of Research and Practice. Tem vários livros publicados sendo o último Sage Handbook of Developmental Disorders com Tony Charman & Mohammad Ghaziuddin.

domingo, 9 de outubro de 2011

Autismo e ABA

Formato: Workshop
Local: Auditório da GlaxoSmithKline (Rua Dr. António Loureiro Borges, n.º 3, Arquiparque – Miraflores –ALGÉS)
Data: 27/10/2011
Horário: 18h30m
Sinopse:Principais temas a abordar:
- Reabilitação ou cura no Autismo
-A Análise Comportamental Aplicada ( ABA ) a única intervenção com evidência científica no Autismo
-A importância da certificação na prática do ABA.
Custo: Gratuito .
Inscrições: Obrigatória, enviar email para geral@centroabcreal.com
Organização: Centro ABCReal Portugal com o apoio da Federação Portuguesa de Autismo
Sobre os Oradores:
O Workshop será apresentado pela Dra. Mari Ueda-Tao, M.A., BCBA, e Dr. Rick Gutierrez, M.S.. BCBA,Administradores Clínicos da prestigiada organização americana especializada no tratamento das Perturbações Globais de Desenvolvimento, a Applied Behavior Consultants -
www.appliedbehaviorconsultants.com).

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Jogos e brincadeiras de outros tempo


Formato: Tempos livres
Local: Museu Romântico da Quinta da Macieirinha (Porto)
Data: 15 de Outubro
Horário: 14h30m-17h30m
Sinopse:Vem divertir-te, na antiga Quinta da Macieirinha, com as brincadeiras de outros tempos: o jogo da macaca, o lançamento do pião, as cordas, o jogo da malha, a corrida de sacos, entre outros. Estas e outras actividades podem ser exploradas autonomamente, através de uma mala que é requisitável e gratuita.
Custo: 15,00€ por cada tarde (com transporte do local de encontro, monitores e actividade incluídas), apenas tendo de pagar na primeira inscrição uma quota administrativa de 5,00€.
Inscrições: As inscrições deverão ser realizadas através do email: apeeautismo@gmail.com e deverá enviar a ficha de inscrição, a autorização e de perfil devidamente preenchida.
O local de encontro é na sede da APEE Autismo, na Rua Senhora das Dores 111, e dái os participante serão transportados em veiculo próprio para a Quinta da Macieirinha e regressarão ao mesmo local, todos deverão trazer o seu lanche e vestidos apropriados para brincadeira.
Sobre a actividade: A APEE Autismo leva a cabo, com início no próximo dia 15 de Outubro, um novo projecto denominado SAIS (Serviço de Apoio à Integração Social).
Este projecto terá uma periocidade quinzenal aos Sabados das 14h30 ás 17h30 e todos os grupos terão a acompanhar monitores da APEE Autismo que estão a realizar formação continua nas Perturbações do Espectro do Autismo e provêm de diversas áreas e das diversas Faculdades das quais destacamos: FADEUP com estudantes e licenciados em Desporto e a realizarem o mestrado em Desporto Adaptado; ISMAI com alunos licenciados a realizarem o mestrado em Psicologia; da ESEP do curso de Educadores de Infancia /Professor Ensino Basico a fazerem o mestrado e também mais uma vez contamos com o grande apoio da Universidade Fernando Pessoa do Curso de Terapia da Fala.

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Conviver com o Autismo: Do diagnóstico à Intervenção


Formato: Workshop
Orador/a :
Data: 19 Outubro de 2011
Local: Univ. Évora – Colégio Espírito Santo
Horário: 17h às 20h
Sinopse: A apresentação será focada no processo interventivo na perspectiva do ABA
Preçário: 12,5€
Inscrição: Até 14/10
Informações e Contactos: Centro ABA em www.centroaba.com

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Formação autismo


Público-alvo
Terapeutas, Psicólogos, Professores, Educadores...

Âmbito e objectivos
A PEA é uma perturbação do desenvolvimento pervasiva, isto é, afecta todas as áreas de funcionamento da pessoa em sociedade.
A intervenção precoce é uma medida efectiva para a melhoria da qualidade de vida destas pessoas e suas famílias. Existem características que conferem efectividade aos programas de intervenção e essas devem ser aprofundadas e divulgadas.
Os formandos deverão ser capazes de reconhecer e descrever as características principais da pessoa com autismo, assim como conhecer as diferentes abordagens de intervenção. O formando deverá ainda ser capaz de seleccionar adequadamente as estratégias de intervenção mais efectivas, de caso para caso, e em diferentes contextos de intervenção.

Formadoras
Alexandra Fernandes: Terapeuta Ocupacional desde 1997 com pós-graduação em Integração Sensorial e Neurodesenvolvimento.
Trabalha com PEA e seus familiares desde 2000.

Rita Alegria: Terapeuta da Fala. Trabalha em contexto de meio aquático com PEA e seus familiares desde 2005.

Vânia Peixoto: Terapeuta da Fala, mestre em Psicologia do desenvolvimento e doutoranda em estudos da criança.
Trabalha com PEA e seus familiares desde 2000. Docente na Universidade Fernando Pessoa.

Local da formação
HUB Porto
Rua do Tâmega, s/n
(antiga escola 53)
4200-502 Porto

Preços
Módulo 1: 1ª fase: Inscrições até 17 de Outubro – 115€ 2ª fase: Inscrições a partir de 18 de Outubro – 130€
Módulo 2: 1ª fase: Inscrições até 14 de Novembro – 115€ 2ª fase: Inscrições a partir de 15 de Novembro – 130€
Módulo 3: 1ª fase: Inscrições até 5 de Dezembro – 115€ 2ª fase: Inscrições a partir de 6 de Dezembro – 130€
A inscrição nos 3 módulos e pagamento integral dos mesmos aquando da inscrição terá um valor de 300€

Contactos
Centro e.PAP • Ensino Profissional, Avançado e Pós-graduado • Tel.: 915 131 271 925 988 288 • geral@epap.pt • www.epap.pt

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Colóquio - Síndrome de Asperger

No próximo dia 1 de Outubro, às 15h00, decorre no auditório da Biblioteca Municipal de Penafiel, um Colóquio com o tema “Síndrome de Asperger” com a organização da Associação Portuguesa do Síndrome de Asperger e da Clínica Medica Arrifana de Sousa, com entrada livre.

Fonte: A Verdade

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Feira de Artesanato


A APPDA-Lisboa está mais uma vez a levar a efeito uma exposição/venda, no espaço da Feira do Artesanato do Estoril, integrada no GREENFEST.

Agradecemos e contamos com a sua presença.

Horário:
29 e 30 Setembro - 17h às 22h
1 e 2 Outubro - 11h às 22h

Entrada Livre

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Dec. Lei 99/2011

Decreto Lei 99/2011 - Alteração ao DL 64/2007 - regime de licenciamento e fiscalização da prestação de serviços e dos estabelecimentos de apoio social, em que são exercidas actividades e serviços do âmbito da segurança social relativos a crianças, jovens, pessoas idosas ou pessoas com deficiência, bem como os destinados à prevenção e reparação das situações de carência, de disfunção e de marginalização social.

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Aula de Surf

A APEE Autismo vai realizar mais uma aula de Surf no próximo Domingo dia 02 de Outubro ás 10h30 na praia de Matosinhos. O local é o mesmo de sempre SurfingLife School (ao lado do Vagas Bar). O preço por participante é de 10,00€ por participante (com acompanhante obrigatório) tendo direito a uma prancha, fato de surf para o participante e acompanhante e balneários. Para quem não necessita de apoio temos disponíveis os monitores da APEE Autismo para serem o acompanhante mas para isso deverão solicitar atempadamente este apoio. Inscrições através do email apeeautismo@gmail.com

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Inquérito: As novas Tecnologia​s ao serviço do Autismo

Boa tarde,
Caríssimos

Somos uma equipa jovem (Multimédia interactiva multitoque) sediada em Viana do Castelo com o projecto ATILAB, e estamos neste momento a recolher informação (INQUÉRITO*) sobre o AUTISMO em Portugal e que software específico é utilizado para complemento terapêutico em crianças Autistas.

O que estamos a pedir amavelmente é que disponha apenas de 2 MINUTOS do v/ precioso tempo para responder ao nosso inquérito*.

* Este inquérito faz parte do projecto Acredita Portugal (http://www.acreditaportugal.com)
Estamos ambos a trabalhar no sentido de melhorar a qualidade de vida das nossas crianças autistas, e tornarmo-nos “quiçá” pioneiros em PORTUGAL na distribuição de software a um custo baixíssimo e acessível, através da Apple Store.

CLICAR AQUI PARA RESPONDER AO INQUÉRITO

MUITO OBRIGADO!

A Equipa ATILAB agradece a divulgação deste inquérito às famílias portuguesas com criança Autista.







A nível de curiosidade deixamos alguns links para artigos relacionados com o que será o nosso projecto a nível nacional.

Texto e Video:

Para crianças com autismo, iPad é verdadeiramente mágico e revolucionário

Aplicações:
Tecnologia a serviço do autismo
Os 5 melhores aplicativos do iPad, iPod e iPhone para autistas
Update: TalkBoard (Education)

Videos:
O Uso Do IPad No Trabalho Com Pessoas Autistas

Aplicações para Crianças:
Dicas de aplicativos para crianças

Com os melhores cumprimentos,
PATRÍCIO BRITO
Metadesigner ATI-LAB.COM Atmosferas Tangíveis InterativasWeb Design Interactivo EventosViana do Castelo – Portugal
[ w ] www.ati-lab.com
[ e ] geral@ati-lab.com
[ t ] +351 258 845 078
[ m ] +351 962 886 031

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Despacho 18987/2009

Informação fornecida pela AIA

Complementar ao DL 3/2008, em relação aos direitos das crianças/jovens em relação a alimentação, transporte e manuais escolares,  o Despacho 18987/2009 no seu artº 13º, que pensamos ainda não ter sido revogado. Este artigo não dispensa a leitura integral do referido despacho.

Artigo 13.º
Alunos com necessidades educativas especiais

1 — Os alunos com necessidades educativas especiais de carácter permanente com programa educativo individual organizado nos termos do Decreto -Lei n.º 3/2008, de 7 de Janeiro, na redacção que lhe foi dada pela Lei n.º 21/2008, de 12 de Maio, têm ainda, supletivamente em relação às ajudas técnicas a prestar por outras entidades de que beneficiem, direito às seguintes comparticipações da responsabilidade dos municípios ou do Ministério da Educação, no âmbito da acção social escolar e nos termos do artigo 8.º:

a) Alimentação — totalidade do custo;
b) Transportes — totalidade do custo para os alunos que residam a menos de 3 km do estabelecimento de ensino, bem como para os alunos que frequentam as escolas de referência ou as unidades de ensino estruturado e de apoio especializado a que se referem as alíneas a) e b) dos n.os 2 e 3 do artigo 4.º do Decreto -Lei n.º 3/2008, e 7 de Janeiro;
c) Manuais e material escolar de acordo com as tabelas anexas para a generalidade dos alunos, no escalão mais favorável;
d) Tecnologias de apoio — comparticipação na aquisição das tecnologias de apoio a que se refere o artigo 22.º do Decreto -Lei n.º 3/2008, de 7 de Janeiro, até um montante igual ao atribuído para o material
escolar do mesmo nível de ensino, no escalão mais elevado, conforme o anexo III do presente despacho.

2 — No caso de não poderem ser utilizados os transportes regulares ou os transportes escolares, a comparticipação a que se refere a alínea b) do número anterior é da responsabilidade do Ministério da
Educação.

Artigo 14.º
Norma revogatória

São revogados os despachos n.os 20956/2008, de 24 de Julho, e 10150/2009, de 26 de Março.

Artigo 15.º
Produção de efeitos

O presente despacho produz efeitos a partir da data da assinatura, para vigorar a partir do ano escolar de 2009 -2010, sendo de imediato publicitado nas páginas electrónicas do Ministério da Educação e das
direcções regionais de educação.

6 de Agosto de 2009. — O Secretário de Estado Adjunto e da Educação,

Jorge Miguel de Melo Viana Pedreira.

Autismo: Diagnóstico, tratamento e intervenções


A Associação Regional Parlamento Europeu dos Jovens – Núcleo Açores, em parceira com a Secretaria Regional do Trabalho e Solidariedade Social e o Bradley Hospital dos EUA, irá promover um seminário, intitulado “Autismo: diagnóstico, tratamento e intervenções”, no dia 18 de Setembro do corrente ano, das 10h00 às 18h00, no Anfiteatro C da Universidade dos Açores.(Já proximo Domingo)

Este seminário contará com intervenções teórico-práticas de pessoal especializado no campo do autismo, a nível regional e internacional, dando a conhecer a realidade açoriana, bem como as diferentes metodologias implementadas.

Fonte: Autismo Pais em rede no Facebook

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Processo Educativo dos alunos com PEA

Conferencia
Processo Educativo dos Alunos com Perturbação do Espectro do Autismo: Como se organiza?

17 De Setembro pelas 15h00
Auditório da Biblioteca Municipal de Gondomar Avenida 25 Abril - Gondomar

Esta conferencia tem como objectivo, dar a conhecer o processo educativo, a forma como se organiza, quem são os intervenientes, de que forma se pode intervir, que medidas educativas se podem tomar e quais os objectivos. Desejamos com esta conferência promover o debate, dar a conhecer com maior rigor todo o processo educativo, os seus intervenientes e que tipo de alterações são necessárias para que se possa cada vez mais ter qualidade de ensino para estes alunos.

Convidados:
• Dra. Lurdes Queiros - Docente do Grupo de Educação Especial (Ex. Equipa de Apoio Gaia/Gondomar)
• Dra. Teresa São Miguel - Docente do Grupo de Educação Especial (Coimbra)
• Dra. Ana Vieira - Terapeuta da Fala

Para participar deverão enviar um correio electrónico para apeeautismo@gmail.com indicando o nome, endereço electrónico, contacto telefónico e se é técnico ou familiar. Esta formação é gratuita mas contudo solicitamos um donativo de 5,00€ para que seja possível a APEE Autismo desenvolver projectos de apoio directos a crianças e jovens com PEA e realizar novas acções de formação.

Son Rise - Palestras Gratuitas com Raun Kaufman

Queridos Amigos:
Conforme combinado junto anexamos link onde poderão efectuar a inscrição para a palestra com Raun Kaufman! Uma vez que em Lisboa e Porto a disponibilidade de lugares é limitada daremos prioridade aos pais. Em Coimbra, haverá lugar para todos os interessados

http://www.vencerautismo.com/conferencia.php - Inscrição nas palestras

É com enorme prazer que vos podemos comunicar que Raun Kaufman virá novamente a Portugal para mais 3 palestras gratuitas em Lisboa, Coimbra e Porto. Será uma oportunidade de poderem informar os pais que não tiveram oportunidade de assistir em Julho que agora o possam fazer.
Brevemente estarão disponiveis as inscrições para as palestras. Daremos todos os detalhes brevemente! Contamos com a vossa ajuda na divulgação destas palestras de forma a que pais de crianças com PEA que não tenham FB nem tenham estado presente na palestra de Julho possam agora assistir. Obrigada!

PALESTRAS GRATUITAS Para Pais COM RAUN KAUFMAN (primeira criança autista recuperada com o método SON RISE) em LISBOA, COIMBRA E PORTO - Dias 16, 17 e 18 de SETEMBRO

Após o sucesso das palestras organizadas em Julho pela associação VENCER AUTISMO com mais de 1000 participantes, temos o prazer de comunicar que RAUN KAUFMAN estará novamente em Portugal para mais 3 palestras- gratuitas- sobre Autismo e o Programa SON RISE desta vez em Lisboa, Coimbra e Porto, respectivamente nos dias 16, 17 e 18 de Setembro.
Lisboa dia 16 de Setembro ás 19:30H - Fundação Calouste Gulbenkian
Coimbra dia 17 de Setembro ás 17:00H - Auditório do Conservatório de Música de Coimbra
Porto dia 18 de Setembro ás 17:00H - Seminário de Vilar Tradução simultânea disponível com um custo de 5€ - a pagar no local da conferência
O programa SON RISE foi criado nos EUA há mais de 30 anos por uns pais; Barry Neil Kaufman e Samahria Lyte Kaufman para ajudar o seu filho Raun, diagnosticado com Autismo severo. Em Junho de 2011 o programa SON RISE ganhou o prémio para MELHOR terapia na conferência anual realizada pela organização AUTISM ONE nos EUA. O que faz do programa SON RISE um programa único e tão efectivo? Mostra que os pais são o melhor recurso dos filhos,
• Permite que a criança mostre a melhor maneira de a alcançar
• Ajuda a adaptar e a manter uma atitude não-julgamental e optimista de amor, respeito e aceitação,
• Ensina a entrar no mundo da criança, em vez de os forçar a entrar num mundo que não compreendem,
• Potencia as motivações do seu filho para ele se sinta motivado a juntar-se a si e ao "nosso" mundo
• MANTÉM VIVA A ESPERANÇA - a "falsa esperança" não existe.
A angariação de fundos passa também por uma linha telefónica de apoio à causa, 760 300 355 (custo 0,60€+IVA) ou por donativos para a conta 0032 0659 00208627951 69. Página no Facebook - http://www.facebook.com/associacaovencerautismo

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Caminhada em Rio Tinto (Gondomar)


A APEE Autismo esta a organizar uma grande caminhada no dia 25 de Setembro com inicio ás 10h00, com o objectivo de divulgação e sensibilização da comunidade para o Autismo.

A caminhada será realizada em Rio Tinto, com inicio e fim junto a Junta de Freguesia de Rio Tinto (em frente á igreja matriz) e terá uma distancia total de 2,2km. O valor da inscrição é de 2,00€ que reverterá na totalidade para a Associação e para realizar a inscrição deverão enviar um email para o endereço apeeautismo@gmail.com.

Por isso agradecemos a divulgação e ...

Aparece e deixa a tua marca.

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Serviço de Apoio Nocturno


Vimos por este meio informar que a APEE Autismo está a iniciar um novo projecto, que tem como objectivo de Apoio Nocturno a crianças e jovens dos 03/18 anos, que terá o seu funcionamento ás sexta e sábados das 19h00 ás 24h00. Este apoio decorrerá em espaço da APEE Autismo e será sempre acompanhado pelos nossos monitores, já com experiencia adquirida na Colonia de Ferias e irão ter formação continua para especialização em Autismo. Neste momento os nossos monitores já estão a desenvolver o projecto e as actividades que decorreram dentro do período deste serviço.

Para que este serviço se inicie apartir do mês de Setembro, estamos a organizar uma bolsa de interessados para que possamos enviar uma ficha de inscrição aos mesmos e para se inscreverem na bolsa de interessados deverão enviar um email para- sna.apeeautismo@gmail.com.

Melhores cumprimentos

Fernando Miguel Azevedo
Presidente do Conselho Executivo
APEE Autismo – Ass. Pais e Enc. Educação de Alunos com Pert. do Espectro do Autismo

Ajuda de Pais

Formato: Formação – Ajuda de Pais

Tema, Orador(es) e Data :
P.E.A. - características e dificuldades associadas - Maria José Sobral, Helena Romeiro e Isabel Azadinho - 24 de Setembro de 2011

Técnicas de controlo de comportamento; Sistemas de comunicação e sua aplicação ao Autismo - Maria José Sobral e Isabel Azadinho - 1 de Outubro de 2011

Terapia de grupo - Maria José Sobral, Helena Romeiro e Isabel Azadinho - 15 de Outubro de 2011

Respostas educativas - Maria José Sobral e Helena Romeiro - 29 de Outubro de 2011

Terapia de grupo - Maria José Sobral, Helena Romeiro e Isabel Azadinho - 5 de Novembro de 2011

Conhecer respostas educativas e em particular perceber que respostas locais existem para os jovens com P.E.A. - Legislação da educação especial: decreto-lei 3/2008 de 7 de Janeiro.Informar sobre a legislação em vigor e os direitos das pessoas com P.E.A. e suas famílias - Maria José Sobral e elena Romeiro 19 de Novembro de 2011

Terapia de grupo; Avaliar o curso e perspectivar o compromisso de desenvolvimento de colaborações futuras - Maria José Sobral, Helena Romeiro e Isabel Azadinho - 26 de Novembro de 2011
Local: Sede da APPDA Setúbal.

Horário: 15 às 17h

Sinopse:
Com o Ajuda de Pais pretende-se, por um lado prestar informações diversas a pais e/ou cuidadores de crianças em idade pré-escolar com diagnóstico recente de P.E.A., através de sessões de formação, na medida em que estes necessitam de estar preparados para o percurso de vida dos seus filhos, e por outro lado realizar um acompanhamento em grupo das famílias com pessoas com P.E.A. (Acompanhamento psicológico – terapia de grupo), proporcionando espaços de partilha de experiências e vivências e de reflexão.

A Terapia de Grupo visa promover o desenvolvimento social e pessoal das famílias, através do debate de ideias, proporcionando uma oportunidade para beneficiar tanto através de uma participação activa como através da observação dos outros. Deste modo, a terapia de grupo oferece aos pais das crianças com P.E.A. uma oportunidade de dar e receber apoio imediato, sobre preocupações e problemas que afectam a sua vida.

Inscrição:
Obrigatória
appda-setubal@sapo.pt / 265 501 681
Nota: Aquando da inscrição os pais podem solicitar o serviço de babysitting, indicando previamente as sessões em que pretendem trazer o seu filho.

Preçário:
Associados - 35€
Geral - 55€
Babysitting por sessão - 5€

Mais informações:
APPDA – Setúbal, ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA PARA AS PERTURBAÇÕES DO DESENVOLVIMENTO E AUTISMO
Avenida 5 de Outubro Edifício Bocage, 148 – 4º L – 2900-309 SETÚBAL
Telefone / Fax: 265501681 Telemóvel: 917640469 NIPC: 507289994
Site: www.appda-setubal.com
Email: appda-setubal@sapo.pt, geral@appda-setubal.com
NIB: 003507740013867853088 da Caixa Geral de Depósitos

Remodelar e ampliar sede para autistas

Para trabalhar na intervenção precoce e ter o tão necessário Centro de Actividades Ocupacionais (CAO) a Associação para a Inclusão e Apoio ao Autista, com sede na antiga EB1 do Assento, na freguesia de Palmeira, pretende efectuar obras para remodelação e ampliação das actuais instalações.

“Já temos o projecto de arquitectura feito e estamos agora na fase dos pareceres”, confidenciou a presidente da AIA, Ana Paula Leite, que depois do projecto aprovado terá que esperar por nova fase do Programa Operacional Potencial Humano (POPH) para concorrer. “A associação não tem possibilidades de fazer a obra, para isso tem que recorrer a fundos do Estado e, por isso, vamos aguardar pela oportunidade”, justificou Ana Paula Leite.

O CAO, acrescentou aquela responsável, “vai ajudar muitas crianças e jovens, porque, a partir do momento que acaba a escolaridade mínima obrigatória, a maior parte não tem condições de prosseguir os estudos. A partir daí, os pais têm sorte e até arranjam uma instituição que fique com os filhos ou, então, têm que ficar com eles em casa, porque a maior parte dos autistas não tem uma vida autónoma e normal”.

Depois dos pais saberem o diagnóstico, aparecem na instituição para saberem se existe CAO ou residência. “A resposta é negativa e acabámos por perder-lhes o rasto”. Por isso, “é urgente a construção do CAO, porque as famílias não têm onde deixar os filhos”, apelou a presidente da Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS), que com a construção do CAO vai conseguir ajudar 30 utentes.

O núcleo pretende, ainda, proceder às adaptações e modificações no edifício-sede para a criação de uma valência de intervenção precoce para a qual está a tentar arranjar mecenas. A ideia é fazer obras de remodelação das salas existentes para adaptar às necessidades que existem”, explicou, ainda, Ana Paula Leite.

Continuar a funcionar como gabinete, oferecendo serviços nas áreas da psicologia, terapia ocupacional e terapia da fala, para os quais estão acreditados junto da Segurança Social, é outra das pretensões desta instituição.

A AIA é uma IPSS criada a 12 de Janeiro de 2010 e tem como missão principal o apoio a pessoas com perturbações do desenvolvimento e autismo (PDA), de todos os grupos etários. Secundariamente propõe-se desenvolver actividades no âmbito da saúde e formação profissional.
Trata-se, segundo os respectivos estatutos, de uma “associação de excelência que acompanha os clientes no seu projecto de vida de modo a que eles possam desenvolver ao máximo o seu potencial”.

Fonte: Correio do Minho
Link para a notícia: http://www.correiodominho.com/noticias.php?id=52239

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

LifeisGame


Com o indicador encostado ao ecrã empurra-se uma linha e desenha-se a expressão de um sorriso. Empurra-se uma outra linha que finge ser a sobrancelha e levantamos o olho para revelar outra emoção. Enquanto empurramos linhas, vemos uma cara a reagir. Um homem de barba mal feita e careca que, apesar dos animais e bonecos simpáticos que se possam oferecer, parece ser o favorito dos meninos. Estamos no LifeisGame, um jogo de computador feito a pensar em crianças que têm uma perturbação do espectro autista e que precisam de aprender a identificar a expressão de emoções num rosto humano.

Chamar-lhe apenas jogo de computador ao LifeisGame é pouco se tivermos em conta o seu potencial mas vamo-nos concentrar no que os investigadores da Universidade do Porto têm neste momento para mostrar. A ferramenta de trabalho - uma inédita base tecnológica que será aplicada em diversos suportes (desde o computador pessoal a um iPhone ou iPad, passando por 3D, realidade virtual e mesa digital) e terá vários níveis de dificuldade - está a ser desenvolvida por uma equipa que engloba o departamento de Ciências de Computadores da Faculdade de Ciências, especialistas da faculdade de Psicologia e terapeutas da Associação Criar, num projecto que está inserido na colaboração da UP com a Universidade de Austin, no Texas. Há também parceiros, como o Instituto Tecnológico e a Microsoft, que ajudam a optimizar o plano de trabalho financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia. E, claro, os meninos também fazem parte da equipa.

No total são mais de 30 investigadores, alguns alunos de doutoramento ou mestrado. O objectivo central é ajudar a construir uma ferramenta inédita para a terapia de crianças autistas. Eles que podem ter mais ou menos (dependendo do défice emocional da criança) dificuldades em reconhecer as emoções no rosto humano são, para já, o centro de tudo. A investigação começou há cerca de um ano e Verónica Orvalho, a investigadora principal, que é docente no departamento de Ciências de Computador, confirma que os níveis mais básicos já estão preparados e a ser testados por crianças com perturbações do espectro autista (ver texto ao lado). Mas, a investigadora não quer deixar escapar a oportunidade de fazer o apelo urgente: "Precisamos de ter mais associações e instituições que trabalhem com estas crianças e que queiram participar neste projecto, ajudando-nos a validar esta ferramenta e a encontrar as melhores opções para eles."

Agora o LifeisGame pode ser explorado no computador pessoal mas já em Setembro a líder do projecto espera ter alguns desafios deste jogo para apresentar numa versão iPad e iPhone. A ideia é ter um jogo que possa ser levado para casa para que as crianças possam "brincar" e trabalhar com os pais. Verónica Orvalho gostaria mesmo que, em Setembro, já com a versão iPhone e iPad, esta ferramenta terapêutica fosse disponibilizada gratuitamente às crianças. "Antes de começar este projecto percebi que existiam centenas de jogos e outros apoios para trabalhar com as cores, com a linguagem e com outras dificuldades que estas crianças podem ter. Mas não encontrámos nada que trabalhasse com a expressão das emoções", explica Verónica Orvalho.

No futuro, este "jogo" poderá ainda ter incorporada a "melodia da voz" para "comunicar" com a criança que o utiliza e, quem sabe, ajudar também em terapia vocacionada para dificuldades na linguagem, acrescenta Tiago Fernandes, um dos alunos de doutoramento de Ciência de Computadores. "Pode parecer muito simples dizer que vamos juntar a voz mas é muito complexo", avisa. Além da voz, há outro difícil passo para concretizar no futuro: dar um corpo ao personagem. E, depois, até um cenário.

Tudo é muito complexo no desenho desta nova plataforma tecnológica. Mas, fora do mundo informático, as decisões também não são fáceis. Veja-se o caso da escolha das imagens que vão ser usadas (no nível mais básico do jogo) para mostrar a expressão das emoções. Segundo Cristina Queirós, investigadora da Faculdade de Psicologia, foi preciso recorrer a uma base de dados holandesa com centenas de fotografias e depois validar as imagens que melhor reproduzem essas emoções junto de um grupo de controlo com mais de 400 adultos e crianças que não possuem perturbações do espectro autista. A mesma estratégia é usada para optar entre uma personagem realista (rosto humano) e um animal ou um boneco.


"Uau! Que divertido."

Numa divisão de tarefas simples, a equipa de Psicologia fica responsável pela preparação do guião que depois terá de ser executado pelos investigadores de Ciências de Computador, conclui António Marques, do Instituto Politécnico do Porto. Mas a comunicação entre os dois mundos com linguagens diferentes nem sempre é imediata. Verónica Orvalho sorri quando dá o exemplo: "Pediam-me um personagem a sorrir. E eu pergunto, mas a sorrir quanto? É que nós temos te ter tudo quantificado, com números."Há um grupo de crianças, acompanhadas por terapeutas da Associação Criar, no Porto, que já experimentaram alguns dos níveis mais básicos do LifeisGame no computador, trabalhando com seis emoções básicas: alegria, tristeza, nojo, medo, raiva e surpresa. Quer seja simplesmente escolher uma imagem (fotografia) que melhor mostre a expressão dessa emoção, quer seja a desenhá-la no personagem que faz parte do jogo de computador. A escolha pode ser feita com a ponta do dedo que toca no monitor (touchscreen) ou com o rato.

O protótipo do LifeisGame ainda é limitado, mas entre as sete crianças que já experimentaram os níveis mais básicos do jogo, a reacção satisfez os investigadores. "Ficam deslumbrados quando vêem que mexem na linha e a cara reage", conta a terapeuta Maria Mena sublinhando que o facto de serem colocados perante um computador já é, por si só, um atractivo. "O funcionamento de um computador para uma criança autista é estimulante. É previsível, segue regras e os espaços são sempre os mesmos. Isso é bom para eles", nota a psicóloga Samanta Alves, também envolvida no projecto.

Normalmente, esta dificuldade no campo do reconhecimento da expressão das emoções nas crianças autistas é trabalhada pelos terapeutas com recursos a cartões com símbolos, fotografias de caras ou "smiles", entre outras ferramentas. Este suporte no computador abre uma série de novas possibilidades mais dinâmicas para a terapia. Permite, por exemplo, adaptar o nível do jogo ao nível de desenvolvimento da criança, medir de uma forma fácil o tempo que esta demora a identificar a expressão de uma emoção e ir progredindo no contexto terapêutico aumentando os níveis de dificuldade do jogo.

As experiências começaram em Abril e, por isso, é muito cedo para registar progressos. Maria Mena procura nas páginas de um processo as reacções escritas dos sete "jogadores" que já usaram o protótipo LifeisGame. "Uau! Que divertido", é um exemplo. Há quem feche os olhos e quem faça "caretas" imitando as expressões que desenha na cara do personagem. A psicóloga Mónica Oliveira e a terapeuta Ana Santos realçam um "bom sinal". É que das três opções oferecidas pelo jogo para a escolha do personagem com quem interagir, as crianças têm escolhido sempre a figura humana. "É uma vantagem e é um bom sinal. É meio caminho andado para o objectivo final que é o salto deste trabalho para as situações do dia-a-dia. Se escolherem figuras realistas é mais fácil", nota a psicóloga.

Porque era obrigatório definir um limite, estabeleceu-se que o jogo seria desenhado para crianças com idades compreendidas entre os 6 e 12 anos, mas a verdade é que não haverá limites etários.

Fonte: Público Online

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

IPSS - Plano Emergência Social

Plano de Emergência Social, apresentado hoje pelo governo, simplifica licenciamento de equipamentos sociais

Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) vai deixar de ter responsabilidade na fiscalização das cozinhas das instituições sociais. A medida está contemplada no Plano de Emergência Social que o governo apresenta hoje e pretende simplificar as regras da segurança e da higiene alimentar nas Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) e outras instituições de cariz social.

O objectivo será o de levar as próprias IPSS a fazerem o controlo da sua higiene e segurança. Para isso, a ASAE - que foi ouvida pelo governo no processo - vai formar 100 funcionários de instituições sociais a quem caberá zelar pelo cumprimento das normas de higiene. De qualquer forma, as IPSS vão passar a estar abrangidas pelas regras de higiene e segurança alimentar aplicáveis às micro e pequenas empresas - mais simples.

O Plano de Emergência Social vai mexer, ainda, no próprio licenciamento das instituições. Para isso, o decreto-lei 64/2007, que regula o licenciamento de equipamentos sociais, deverá ser revisto. Na prática, o governo quer facilitar o licenciamento de IPSS e outras instituições de carácter social, de modo a que não sejam prejudicadas pela burocracia e pelos atrasos nos processos de licenciamento. Assim, passarão a existir prazos muito curtos para que a administração pública se pronuncie sobre o licenciamento de um determinado equipamento. A revisão da lei irá determinar, também, que caso esse prazo seja ultrapassado, o licenciamento seja feito de forma automática.

O Plano de Emergência Social é apresentado hoje pelo governo. O secretário de Estado da Solidariedade e da Segurança Social, Marco António Costa, adiantou, no último sábado, que o Plano vai mexer nas regras das creches, criando 20 mil novas vagas "nas infra-estruturas que já existem". Está também previsto o aumento da comparticipação nas obras financiadas pelo Programa Operacional do Potencial Humano e o aumento dos valores mínimos das pensões social e rural.

No Ionline

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Equitação adaptada


Informamos que no inicio de Setembro iremos começar com sessões de Equitação terapêutica. Não existe dia definido para as sessões pois estas realizar-se-ão nos horários que as famílias mais desejarem.

A morada do Centro de Hipoterapia é:
Rua Adérito Barbosa, 90.
4510 S. Pedro da Cova

As coordenadas de GPS são: 41º08'44.94''N 8º30'37.10''O

Quem vem na VCI deverá sair p: IC29 Gondomar. (Não sai em Gondomar centro). Sai em Gondomar Este. Na rotunda, sai na 2ª saída: Valongo. Segue à direita do viaduto e vira na 1ª à direita (S. Pedro da Cova).Depois de passar pelo Horto de S. Pedro, vê uma cabine telefónica do seu lado direito. Vira na 1ª à direita para a Zona Industrial Tardariz. E está na Rua Adérito Barbosa.

O valor mensal por participante é de 56,00€, sendo que no mês de Setembro terão de fazer o pagamento de 10,00€ de Joia e 25,00€ do seguro da Federação Portuguesa de Equitação Actividade.

Pedir a ficha de inscrição para apeeautismo@gmail.com ou ligarem para o Tlmv. 910737442.

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Viagem pelo Autismo


Formato: Formação - Aprendizagem e partilha.

Tema, Data, Responsável:
O autismo na família - 28 de Setembro - Drª Rita Soares (Psicóloga)
A criança com autismo: intervenção precoce - 12 de Outubro - Drª Rita Soares (Psicóloga)
O casal - 26 de Outubro - Drª Rita Soares (Psicóloga)
A fratria - 9 de Novembro - Drª Rita Soares (Psicóloga)
Movimentos Sherborne: estimular a relação - 19 de Novembro - Drª Helena Sousa (TSEER)
A criança com autismo: Intervenção na 2ª infância - 23 de Novembro - Drª Sofia Pedrosa (Psicopedagoga)
Estimulação da comunicação - 30 de Novembro - Ter. Margarida Morgado
Intervenção na adolescência - 7 de Dezembro - Drª Rita Soares (Psicóloga)
Recursos e apoios - 17 de Dezembro - Dr Pedro Soares (Assistente Social)

Local: APPDA - Lisboa

Horário: 18:30 às 20:00h

Sinopse: A APPDA-Lisboa vai dinamizar um grupo de pais, através de 10 encontros com 15 familiares de crianças/ adolescentes com autismo.
O objectivo deste projecto é proporcionar espaços de aprendizagem e partilha entre as famílias das pessoas com autismo. Pretendem-se promover momentos de desenvolvimento pessoal, aprendizagem de competências parentais e partilha de experiências.
Os pais das crianças com Perturbação do Espectro do Autismo precisam conhecer o que vai ser o percurso de vida dos seus filhos. Necessitam durante essa longa viagem de conhecimentos, de partilhar informação acerca dos direitos que lhes assistem e da gama de serviços disponíveis. De acordo com a sua missão, a APPDA-Lisboa está empenhada em fornecer todos os instrumentos que ajudem as famílias a enfrentar o futuro munidas de ferramentas eficazes para uma inclusão com sucesso.
O grupo de pais irá incluir a participação de 15 famílias, num total de 10 sessões durante os meses de Setembro, Outubro, Novembro e Dezembro.
Ao longo de 1h30 (4ªs feiras, entre as 18h30 e as 20h00) será apresentado o tema da reflexão, dinamizadas actividades para melhor dinâmica do grupo e realizado um debate acerca do tema da sessão.
Os pais, na altura da inscrição, poderão solicitar a serviço de baby sitting, indicando previamente as sessões em que pretendem trazer o seu filho. As crianças realizarão actividades lúdicas e desportivas em ambiente estruturado, com o apoio de técnicos especializados.

O Nº de crianças a frequentar o serviço de baby sitting é limitado a 10 crianças, com idades entre os 3 e os 14 anos, e as inscrições serão aceites mediante ordem de chegada.

Inscrição: Via e-mail, fax ou para APPDA-Lisboa Telef- 213616250 Fax- 213616259 E.mail- secretaria@appda-lisboa.org.pt
Agradecemos confirmação até ao dia 20/09/2011

Preçário:
Sócios APPDA-Lx 45 € Geral 55€ - Presença confirmada mediante pagamento
Valor da inscrição para serviço de baby sitting : Por sessão -5 € mediante marcação na altura da inscrição Nº de inscrições limitado a 10 crianças entre os 3 e os 14 anos

NIB : Pagamento por transferência NIB – 001000002577697000175 do BPI ou por cheque à ordem de APPDALisboa ou directamente na APPDA-Lisboa , Rua José Luísa Garcia Rodrigues BºAlto Ajuda , 1300-565 Lisboa

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Pais +


Formato: Formação – Escola para pais (Pais Positivos)

Orador(es), Tema e Data :
Miguel Azevedo (APEE Autismo) – O contexto escolar (DL 3/2008) –10/9
Virgínia Rocha (Pedopsiquiatra) – Compreendendo as Perturbações do Espectro Autista – 17/9
Paula Carvalho (Psicóloga AIA) - Ser pai/mãe/familiar de uma pessoa com autismo – 24/9
Rosa Mesquita (Técnica Sup. Serviço Social) – A criança com PEA é um sujeito de direitos - 1/10
Marcela Wanderley e Cristina Braga (T. da Fala AIA)– Facilitar a comunicação nas PEA – Dia 8 e 22/10
Andreia Peixoto (T. Ocupacional AIA) – Trabalhar as PEA através do lúdico – Dia 29/10
Eduardo Ribeiro (AIA) – Reflectindo sobre o autista adulto – Dia 5/11

Local: Sede da AIA em Palmeira.

Horário: 10 às 12h

Sinopse:
Pretende-se com esta formação melhorar o conhecimentos e as competências dos pais na interacção com os seus filhos com diagnóstico de perturbações do espectro autista.
Os pais, para além de educadores, devem ser vistos no papel de co-terapeutas dos seus filhos. Nesse sentido, devem ser parte activa em todo o processo inerente ao desenvolvimento dos seus filhos, nomeadamente percebendo toda a importância da estimulação precoce.
Na formação procura-se fornecer o máximo de informação, ajuda e estratégias de intervenção, principalmente a nível de comunicação e ocupação.

Inscrição:
Obrigatória
Enviar e-mail p/ eventos@aia.org.pt com:
Associados e parceiros – Nome e número de Associado
Profissionais - nome, profissão, telefone, e-mail (caso não seja o da inscrição).
Telemóvel: 936859219

Preçário:
Associados e parceiros (APEE Autismo e AMA) - Gratuito
Profissionais 5€ p/ sessão ou 20€ todas as sessões.
NIB : O pagamento deve ser efectuado por transferência para o NIB 0036 0101 9910 0052 9490 8 (AIA)

APOIO

Projecto co-financiado pelo INR, IP
Sub programa “Para todos”

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Pais e técnicos: Um olhar sobre o autismo

Tema: Pais e técnicos: Um olhar sobre o autismo

Formato: Colóquio

Data/Hora: 25. Novembro, 9.45 - 18 h
26.Novembro, 9.30 - 13 h

Local: Lisboa, Belém - Cento Cultural Casapiano

Sinopse: Nos próximos dias 25 e 26 de Novembro de 2011 realiza-se em Lisboa um encontro que decorre da parceria entre a Associação de Saúde Mental Infanto-Juvenil e a Fundação Renascer, intitulado Pais e Técnicos: Um Olhar Sobre o Autismo. Irá reunir profissionais das áreas da saúde e educação, nacionais e estrangeiros, e famílias de pessoas com NEE, nomeadamente com Perturbação do Espectro do Autismo, com o objectivo de fazer uma reflexão conjunta.

Custo:
Até 14 Outubro 2011 - Estudantes: 40€ Profissionais: 50€
Após 14 Outubro 2011- Estudantes: 50€ Profissionais: 70€

Inscrição: A partir de 1 de Setembro de 2011
Pré-inscrições abertas através do email formacao@fundacaorenascer.​pt

Contactos:
FUNDAÇÃO RENASCER
Rua Infante D. Pedro,12A
1700-243 Lisboa
Tel: 217 816 090 919 937 388
www.fundacaorenascer.pt

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Sala Teacch no Centro Educativo Rio de Loba (Viseu)

O novo Centro Educativo de Rio de Loba (Viseu) acolherá uma SALA TEACCH, aumentando assim a oferta educativa no âmbito do ensino especializado.

O objectivo primordial deste novo equipamento é auxiliar as PESSOAS com autismo, no seu desenvolvimento, para que obtenham o máximo de autonomia na idade adulta.

O espaço será dotado de mobiliário específico, serão disponibilizados materiais adequados, cabendo à Tutela a afectação de docentes.

A sala é organizada de modo muito bem estruturado, em áreas a que correspondem actividades específicas.

Assim, por exemplo, na área de reunião serão implementadas estratégias e mobilizados recursos para o desenvolvimento da comunicação interpessoal e da interacção social; na área de ensino a criança é acompanhada na aquisição de competências, com uma intervenção determinante e destacada do docente; na área de trabalho individual motivam-se e incentivam-se os Alunos para realizarem tarefas de forma independente e autónoma.

Juntam-se, ainda, as áreas de trabalho de grupo e de transição, tendo, nesta última, os Alunos a percepção do programa de actividades.

A criação desta sala teacch (Treatment and Education of Autistic and related Communication Handicapped Children), constitui uma mais-valia na ampliação da oferta já existente, fazendo jus à Sociedade Inclusiva que a Câmara Municipal de Viseu vem materializando.

Fonte AQUI

quarta-feira, 20 de julho de 2011

I Reunião Científica sobre PEA


Tema: Perturbações do Espectro do Autismo

Formato: Congresso

Data/Hora:14. Outubro, 8.30 - 18 h
15.Outubro, 9 - 13 h

Local: Fundação Engenheiro António de Almeida
Rua Tenente Valadim 231 / 325 4100-479 Porto
Sinopse: Vai realizar-se, em 14 e 15 de Outubro, a 1ª Reunião Científica sobre Perturbações do Espectro do Autismo subordinada ao tema: Muitas questões, algumas respostas.

Abordam-se aspectos essenciais relativos ao Diagnóstico, Etiologia, Avaliação, Intervenção e Integração Social e Escolar, com a participação de várias figuras de relevo nesta área, a nível nacional e Internacional.

Haverá ainda um espaço para posters de acordo com os temas abordados, com candidaturas abertas até 15 de Setembro (consulte as normas para a submissão)

Contamos com a sua presença para, em conjunto, reflectirmos sobre todas as questões e desafios que vão surgindo na temática das Perturbações do Espectro do Autismo.

Organização: Cons. Perturbações do Espectro do Autismo (Pedopsiquiatria de Ligação)

Unidade de Desenvolvimento (Pediatria/Psiquiatria) – C. Hosp. S. João (com o apoio do CRIAR)

Custo*: 70€ até 15 de Setembro
80€ após 15 de Setembro

* Desconto de 50% para estudantes e Pais de crianças com PEA

Inscrição: on-line ou por e-mail aqui

Contactos: MURIS CONGRESSOS
Rua Avelino Santos Leite, 237
4470-149 Maia
Tel.: +351 308 802 445
Fax.: +351 229 476 846
Tlm.: +351 934 033 282
Email.: 1reuniaoaut-hsj@muris.pt